IX Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, IV Congresso Catarinense de Perinatologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CESARIANA E O ESTADO NUTRICIONAL NA INFANCIA: RESULTADOS DE UMA COORTE NO SUL DO BRASIL

Introdução

A incidência de cesariana tem aumentado, bem como o observado para a obesidade e o sobrepeso na infância. Este estudo tem como objetivo reportar a possível associação entre o parto ocorrido por cesariana e o status de desenvolvimento nutricional aos 6/7 anos de idade.

Métodos

Como parte da Coorte Brasil Sul, o estudo envolveu 475 crianças selecionadas randomicamente na cidade de Palhoça, Brasil, nascidas em 2009. Foram identificadas as características demográficas, gestacionais e relativas ao nascimento, bem como o status no desenvilmento nutricionais destas crianças. Foram realizadas as aferições de peso e altura e convertidos para os escores Z ajustados por idade e sexo para altura-por-idade (HFAz), peso-por-idade (WFAz) e IMC-por-idade (BMIz).

Resultados

Entre estas crianças, 196 (41,3%) foram nascidas por cesariana e 279 (58,7%) por parto vaginal. Não foram identificadas diferenças entre as medias de BMIz, WFAz e HFAz ajustados pela via de parto, bem como quando realizado o efeito médio de tratamento dos dados.

Conclusões

O nascimento por cesariana não esteve associado ao desenvolvimento nutricional aos 6/7 de idade na população estudada.

Área

Ginecologia e Obstetrícia

Autores

Rodrigo Dias Nunes, Eliane Traebert, Mayara Seemann, Jefferson Traebert