IX Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, IV Congresso Catarinense de Perinatologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MIOCARDIOPATIA PERIPARTO EM GESTANTE ATENDIDA EM UMA MATERNIDADE DO VALE DO ITAJAI – RELATO DE CASO

Relato de Caso

I.S.M., 21 anos, negra, procedente de Navegantes, secundigesta com um parto normal prévio há 4 anos sem intercorrências, idade gestacional de 33 semanas e 2 dias (US 20+5), pré-natal inadequado (2 consultas apenas), diagnosticada com doença hipertensiva gestacional 15 dias antes do parto; estava em uso de metildopa 500 mg 8∕8 horas. Nega outras comorbidades prévias. Nega tabagismo∕etilismo. Paciente chega na Maternidade referindo quadro de dispneia progressiva há 2 semanas, associada a taquipneia, edema de membros inferiores e periorbital. Devido instabilidade hemodinâmica e quadro clínico, paciente é encaminhada para cesariana de emergência, sem intercorrências; nasce RN vivo, peso 2095g, encaminhado a UCI e paciente encaminhada à UTI. Realizado eletrocardiograma que evidenciou taquicardia sinusal e ecocardiograma com cava ingugitada, derrame pleural e pericárdico, ventrículo esquerdo dilatado. Paciente apresentou quadro de insuficiência renal aguda devido congestão; demais exames laboratorias sem alterações. Sorologias e culturas negativas. Após alta da UTI para o alojamento paciente evoluiu com quadro de bócio tireoidiano e crise tireotóxica iminente, iniciados propranolol e tapazol, apresentando então boa melhora clínica, estabilização hemodinâmica, normalização dos sinais vitais e obteve alta hospitalar melhorada junto com RN para seguimento da miocardiopatia via Unidade Básica de Saúde.

Área

Ginecologia e Obstetrícia

Autores

Francine Weinert da Silva, Thaís Crispim Machado, Pedro Hoffmann Galli, Anicely Preto Tondate, Jean Paulo Griebeler, Guilherme Gamba, Rafaela Rabello Reis, Barbara Wiese