IX Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, IV Congresso Catarinense de Perinatologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AUDITORIA DE UM SERVIÇO DE ATENDIMENTO DE GESTANTES PORTADORAS DE DIABETES MELLITUS GESTACIONAL (DMG).

Introdução

Avaliar os resultados materno-fetais mais relacionados ao DMG de um serviço de atendimento terciário.

Métodos

Foram avaliadas todas as gestantes em gestação única, portadoras de DMG atendidas no serviço, no período abril de 2011 a fevereiro de 2016. Os desfechos avaliados foram: teste oral de tolerância à glicose (TOTG), tipo de tratamento utilizado, glicemia média, valor da HBA1C, via de parto, presença de recém-nascido grande para a idade gestacional (GIG), apgar, necessidade de tratamento em unidade de terapia intensiva e óbito perinatal. Os resultados foram avaliados em números absolutos e percentagens.

Resultados

Foram avaliados 893 pacientes. A idade média foi de 30,76 anos, com 2,71 gestações anteriores, maioria das gestantes eram obesas (39,35%). A média da idade gestacional de início de tratamento foi 28,4 semanas. A dietoterapia foi o único tratamento utilizado por 306 (34,3%), metformina por 366 (41%), associação de metformina e insulina por 109 (12,2%) e somente insulina 112 (12,5%) gestantes portadoras de DMG. O número de RN GIG foi de 179 (20%), necessitaram de tratamento em UTI 51 (5,7%) e 5 (0,6%) foram a óbito.

Conclusões

O tratamento mais utilizado foi metformina, a presença de RN GIG foi de 20%, necessitaram tratamento em UTI 5,7% e 0,6% foram a óbito.

Área

Ginecologia e Obstetrícia

Instituições

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE - Santa Catarina - Brasil

Autores

ANDREZA IOLANDA APATI PINTO, LUCIANE HARITISCH, LARISSA CANO DE OLIVEIRA, MATHEUS LEITE DE SOUZA, RODRIGO RIBEIRO E SILVA, THIAGO RIBEIRO E SILVA, JOÃO PEDRO DE PAULA BERTOLI , ANDREA BETINA SCHIMITT PALMIERI , JEAN CARL DA SILVA