IX Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, IV Congresso Catarinense de Perinatologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A PERCEPÇAO DO PROFISSIONAL ENFERMEIRO DA ESTRATEGIA DE SAUDE DA FAMILIA DO MUNICIPIO DE FLORIANOPOLIS SOBRE DEPRESSAO POS PART

Introdução

A gestação e o puerpério são períodos da vida da mulher que precisam ser avaliados com especial atenção, uma vez que envolvem inúmeras alterações físicas, hormonais, psíquicas e de inserção social, que podem refletir diretamente na saúde mental dessas mulheres, e da família como um todo. Apesar da grande prevalência e da importância desse fenômeno, o diagnóstico de depressão no período puerperal pode ser difícil devido ao limites estreitos entre o fisiológico e o patológico podendo gerar dúvidas nos profissionais de saúde, associado também ao desconhecimento sobre a doença. de Saúde da Família do Município de Florianópolis sobre Depressão Pós Parto.

Métodos

. O trabalho caracterizou-se como um estudo descritivo de natureza quantitativa. O estudo foi desenvolvido na Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis, da Prefeitura Municipal de Florianópolis. A população-alvo desta pesquisa foi constituída pelos enfermeiros atuantes nas Unidades Básicas de Saúde da rede municipal de saúde de Florianópolis. O período de coleta de dados foi no mês dezembro de 2018, sendo aplicado questionário estruturado aos enfermeiros da rede municipal de saúde.

Resultados

A partir dos dados coletados foi identificado que os enfermeiros da APS, participantes da pesquisa, tem conhecimento sobre o tema, sabem que às gestantes podem apresentar sintomas ainda durante a gestação e relatam atender pacientes com sintomas de DPP em sua rotina, porém, em sua maioria, encaminham para cuidados médicos. Foi observado também que não há atendimento específico para puérperas em sofrimento mental nos centros de saúde, e que apenas metade dos enfermeiros pesquisados sentem-se preparados para atender a puérperas com DPP.

Conclusões

Sobre os enfermeiros que atuam na APS de Florianópolis, a partir da análise dos questionários, nota-se que a grande maioria sabe o que é a Depressão pós parto, tem conhecimento sobre os sinais e sintomas e tem facilidade na identificação dos sintomas da mesma, porém sentem-se inseguros, para atender paciente com esse diagnóstico, comumente encaminhando as puérperas com DPP para atendimento médico.

Área

Ginecologia e Obstetrícia

Instituições

UDESC - Santa Catarina - Brasil

Autores

Andressa Santos Araujo, Fernanda Conto